lunes, octubre 26, 2020

Governo dos EUA aprova empréstimos a equipes da Indy em combate à crise da COVID-19

Texto original: NBC Sports

Adaptação: Geferson Kern, correspondente Brasil do IndyCarLatinos.com

Um total de oito equipes da Fórmula Indy recebeu aprovação para empréstimo total na casa de US$ 10 milhões do Paycheck Protection Program (Programa de Proteção ao Salário, em tradução livre), programa de empréstimos do governo federal dos EUA como forma de combate à crise econômica ocasionada pela pandemia da covid-19.

Os dados foram publicados nesta semana, junto com o número de empregos de cada empresa beneficiada e a data da aprovação da liberação do crédito. A lista inclui praticamente todas as equipes do atual grid da Fórmula Indy, com exceção da Penske e Chip Ganassi, que juntas venceram os últimos sete títulos da categoria.

Com equipes na Indy, Nascar e IMSA, a Penske pode ter tido ajuda negada em função do tamanho de sua folha de pagamento (já que os empréstimos são voltados a pequenas empresas com menos de 500 funcionários). A base da Ganassi na Nascar, porém, foi aprovada com crédito de empréstimo entre US$ 2 milhões e US$ 5 milhões.

A lista de equipes da Indy beneficiadas é a seguinte:

EQUIPOVALOREMPLEOS
AJ FoytUS $350,000-1 millón34
AndrettiUS $2-5 millones138
CarlinUS $350,000-1 millón23
Dale CoyneUS $350,000-1 millón20
Ed CarpenterUS $350,000-1 millónNo disponible
McLarenUS $1-2 millones58
Meyer ShankUS $150-350 mil20
Rahal LettermanUS $ 350,000-1 millón56

A lista total inclui mais equipes, pistas e organizações que atuam no mundo do automobilismo. Na Nascar, times como Roush-Fenway, Richard Childress, Richard Petty e Kyle Busch Motorsports também tiveram créditos aprovados, assim como empresas dos ídolos Jimmie Johnson e Jeff Gordon.

Entre os autódromos, o Pocono Raceway, que já recebeu corridas da Fórmula Indy, também teve crédito aprovado entre US$ 350 mil e US$ 1 milhão. Ainda no mundo do esporte, também foram contempladas a empresa de promoção de eventos do boxeador Floyd Mayweather e quatro times da MLS (maior liga americana de futebol).

Em nota divulgada junto com os dados, a agência governamental americana Small Business Administration (Administração de Pequenos Negócios) declarou que todos os empréstimos estão sujeitos a revisão por parte da própria agência. Os créditos acima de US$ 2 milhões serão todos automaticamente reavaliados.

Latest Posts