jueves, octubre 29, 2020

Em Elkhart Lake, Dixon mantém os 100% e vence mais uma

Texto: Geferson Kern, colaborador Brasil do IndyCarLatinos.com
Tudo começou a mudar na volta 26 de 55, quando Scott Dixon foi para os boxes. Ele foi o primeiro pilotar a fazer sua segunda parada. Voltou com pista limpa, sem trânsito. Pouco depois, também nos boxes, o motor apagou para Josef Newgarden, até então em liderança devastadora com a Penske, com quase 10 segundos de vantagem sobre o surpreendente Santino Ferrucci.

A própria decisão e os problemas do americano abriram outra vez o caminho da glória para o neozelandês: ele venceu neste sábado (11) a primeira prova da rodada dupla de Elkhart Lake e conquistou sua 49ª vitória na Fórmula Indy, a terceira consecutiva em um início devastador da temporada 2020, depois das conquistas no Texas e no GP de Indianápolis.

Depois dos problemas que fizeram Newgarden despencar, seu companheiro Will Power assumiu a liderança e fugiu de Dixon, com mais de 1s5 de vantagem. No entanto, 15 voltas mais tarde, tudo mudou de novo. O britânico Jack Harvey, que outra vez largou na primeira fila, saiu da pista na curva 6 e provocou o acionamento da bandeira amarela.

Nos boxes, a equipe Chip Ganassi foi mais rápida e devolveu seu pentacampeão à frente do australiano da Penske. Foi um momento decisivo da prova, já que as duas equipes estavam imediatamente uma atrás da outra dentro dos pits. Um ajustou, feito por um dos mecânicos na asa traseira de Power, fez com que o australiano ficasse uma fração de tempo a mais nos boxes do que Dixon e perdesse a ponta.

Daí pra frente, tudo favoreceu Dixon, que apesar de mais duas bandeiras amarelas provocadas por acidentes com Conor Daly (em toque com Pato O’Ward) e Dalton Kellett, ficou inalcançável. Power ainda teve que se preocupar com a surpresa e revelação da corrida, o espanhol Alex Palou. O piloto de Barcelona ultrapassou Ryan Hunter-Reay duas vezes para ficar em terceiro com a Dale Coyne e conquistar seu primeiro pódio apenas em sua terceira prova na categoria.

Colton Herta voltou a se destacar pela regularidade e chegou em quinto, logo à frente de Santino Ferrucci, que disputava o pódio quando teve sua saída dos boxes brecada pelo carro de Dalton Kellett, que entrava no pit logo à sua frente. Graham Rahal foi outro que teve suas chances de bons resultados reduzidas com problemas nos boxes e terminou em sétimo. Pato O’Ward, Takuma Sato e Marcus Ericsson completaram o Top10.

Com a vitória, Scott Dixon torna-se apenas o quinto piloto da história centenária da Indy a vencer ao menos as três primeiras corridas de um mesmo campeonato. Ele igualou os feitos de Al Unser (1971) e Paul Tracy (2003) e ainda fica atrás de Sebastién Bourdais (que venceu as quatro primeiras provas de 2006) e A. J. Foyt, vencedor de nada menos do que das sete etapas iniciais em 1964.

Latest Posts

Felix Rosenqvist se une a Arrow McLaren SP para 2021

Felix Rosenqvist se unirá a Arrow McLaren...

Ericsson renueva asociación con Chip Ganassi Racing para 2021 y más allá

Marcus Ericsson regresará al auto No. 8...

Honda liga tercer Campeonato de Fabricantes consecutivo

Para Honda Performance Development, la temporada 2020...