martes, diciembre 1, 2020

Helio Castroneves retorna à Indy para seis provas em 2021 pela Meyer-Shank

A equipe Meyer-Shank terá Hélio Castroneves como seu piloto em seis provas na próxima temporada da Fórmula Indy, reportaram nesta segunda-feira (9) o portal Motorsport.com e o jornal IndyStar. Se sua contratação for confirmada, Helinho terá como companheiro de equipe Jack Harvey, que vai competir pela equipe de forma integral. O inglês e a equipe chefiada por Michael Shank estão juntos na categoria desde 2017, mas somente neste ano disputaram uma temporada completa na categoria. Por ora, o time não realizou nenhum anúncio oficial a respeito.

Castroneves, 45 anos, deve correr pelo novo time nas provas do Barber Motorsports Park, Long Beach, na segunda prova no misto de Indianápolis (em agosto, junto com a Nascar) e nas etapas de Portland e Laguna Seca – além, é claro, das 500 Milhas de Indianápolis, prova da qual ele é tricampeão. Na atual temporada, o brasileiro se despediu da Penske justamente na Indy 500, quando foi 11º, além de ter competido na rodada dupla realizada em outubro, no circuito misto do tradicional autódromo, pela McLaren, em substituição ao lesionado Oliver Askew.

A parceria entre o brasileiro e a equipe pode se estender à IMSA, categoria na qual Helinho tentará seu primeiro título neste sábado (14), nas 12 Horas de Sebring, junto com Ricky Taylor, em sua última prova pela Penske. A equipe de Roger Penske vai deixar a categoria e um de seus atuais modelos Acura será preparado pela própria Meyer-Shank, que já anunciou Oliver Pla como de um de seus pilotos. Neste cenário, Castroneves poderia formar dupla com o francês ou competir apenas nas provas mais longas, em Daytona, Watkins Glen, Road Atlanta e na própria Sebring.

Um dos trunfos da Meyer-Shank é a aliança técnica com a Andretti Technologies, braço de suporte da equipe Andretti Autosport, uma das principais da Indy. Com a negociação concretizada, o brasileiro competiria com motores Honda na categoria pela primeira vez desde 2011, já que desde então usava os Chevrolet em seus carros na Penske.

Texto: Geferson Kern / colaborador Brasil do IndyCarLatinos.com

Latest Posts