martes, octubre 20, 2020

Indy traz mudanças em Elkhart Lake para melhorar hidratação dos pilotos

Texto: Geferson Kern / colaborador Brasil do IndyCarLatinos.com

Depois de duas provas de calor intenso, no Texas e em Indianápolis, a Fórmula Indy terá novidades no sistema de hidratação dos pilotos para as provas deste sábado e domingo (11 e 12), com a rodada dupla em Elkhart Lake. A chegada do aeroscreen, além de incrementar a segurança, aumentou a temperatura nos cockpits, o que fez a direção da categoria procurar ajustes que beneficiassem os competidores.

“Todas as vezes que os pilotos nos dizem algo, nós ouvimos. Tivemos dois testes extremos nas duas primeiras provas deste ano, o que é bom, pois nos mostra onde estamos. Se não tivéssemos tido dois testes tão duros no começo, poderíamos ter uma falsa sensação de segurança, de que tudo estava perfeito”, afirmou o presidente da IndyCar (entidade que organiza a categoria), Jay Frye.

A partir das duas provas deste fim de semana, os pilotos poderão mover seus reservatórios de 1,5L de água para a altura do joelho, no lado direito do cockpit. Os reservatórios costumavam ser colocados em áreas mais quentes do habitáculo, como dutos de refrigeração da entrada do radiador, o que fazia a água a ser consumida pelos pilotos, durante a prova, chegar a temperaturas superiores aos 35 graus. A IndyCar acredita que, com a nova posição do reservatório e mangueiras mais curtas para levar a água deste até o piloto, o problema será amenizado, com a água atingindo temperaturas mais brandas e propícias para que os pilotos se reidratem durante as provas.

Além disso, a categoria encarregou as equipes Andretti, Chip Ganassi e Penske de desenhar de uma peça que ajudará a resfriar os cockpits. A peça, um duto retangular, ficará em um dos lados do piloto e, por meio de um trabalho de fluxo de ar, permitirá maior ventilação dentro do carro. O duto trabalha em associação com as passagens de ar localizadas em frente ao aeroscreen. O duto lateral e o duto superior experimental complementam o trabalho feito por duas aberturas no bico do carro, projetadas para introduzir ar na parte inferior do cockpit.

Outra mudança é que, nos pit stops, o mecânico que remove a película do aeroscreen poderá alcançar ao piloto uma garrafa com água fresca para consumo apenas durante a parada. A novidade visa aumentar a quantidade de água disponível ao piloto ao longo da prova e evitar o ocorrido no GP de Indianápolis, quando muitos competidores consumiram todo o líquido do reservatório do cockpit antes do fim da corrida.

Com informações de Racer.com

Latest Posts