jueves, octubre 22, 2020

Lado a lado com as lendas e quebra de tabu: cinco fatos da prova 2 da Indy em Iowa

A segunda corrida da Fórmula Indy em Iowa teve mais uma vez muita história para contar. Se a prova da sexta-feira (17) foi vencida pela primeira vez no menor circuito da temporada por um piloto que largou da última posição, no sábado (18) veio o primeiro triunfo para um pole position. Este é um dos cinco fatos sobre a prova 2 da Indy em Iowa que separamos para você:

Melhor e pior

A rodada dupla de Iowa teve a melhor e a pior posição de largada de um vencedor na história do short oval na Fórmula Indy. Na sexta-feira, Simon Pagenaud venceu ao sair de 23º, seis posições atrás da marca de Marco Andretti, que largou em 17º quando ganhou em 2011.

No sábado, Josef Newgarden tornou-se o primeiro pole position a vencer no circuito. A melhor posição de um vencedor em Iowa no grid havia sido o segundo lugar, com James Hinchcliffe em 2013 e o próprio Newgarden em 2016. 

Entre os cinco

Em Iowa, Newgarden conquistou sua 12º vitória desde que ingressou na Penske, em 2017. A conquista o torna um dos seis maiores vencedores de provas pela equipe na Indy em toda a história, ao lado de Danny Sullivan e Al Unser Jr. À frente deles estão apenas três pilotos: Will Power (com 34 vitórias na Indy pelo time de Roger Penske), Hélio Castroneves (30) e Rick Mears (29).

Ao lado das lendas

Com suas vitórias no fim de semana, Pagenaud e Newgarden chegaram a 15 primeiros lugares na carreira da Indy e igualaram o número de vitórias de duas lendas no último quarto de século da categoria: Alessandro Zanardi e Juan Pablo Montoya. Com mais uma vitória, eles entram na lista dos 30 maiores vitoriosos de todos os tempos na Fórmula Indy e se igualam às 16 conquistas de outro ícone da história recente, Dan Wheldon.

Dominante

A vitória de Newgarden foi o segundo maior domínio de um piloto na prova de Iowa. Ele liderou 214 das 250 voltas da segunda corrida, o que representa 85% do total. A única marca superior a esta é do próprio Newgarden, em sua primeira vitória no circuito, em 2016, quando ainda corria pela equipe Ed Carpenter. Na ocasião, o americano liderou 282 de 300 voltas, um total de 94% da corrida. Ele ainda igualou Ryan Hunter-Reay como o maior vencedor da Indy nesta pista, com três vitórias.

Fim do jejum

A vitória na prova 2 de Iowa fez Newgarden encerrar seu maior jejum de vitórias desde que entrou para a equipe Penske. O bicampeão estava há dez provas sem vencer. Sua última conquista havia sido há praticamente um ano, na mesma pista de Iowa, em 20 de julho de 2019. Nas últimas cinco provas da temporada passada e nas cinco primeiras deste ano, Newgarden não havia conseguido chegar ao lugar mais alto do pódio.

Latest Posts

Brasileiros voltam à pista em St. Petersburg para última rodada do Road to Indy

Texto: Geferson Kern/colaborador Brasil do IndyCarLatinos.com

Datos rápidos – GP of St. Petersburg

Fecha: Sábado 24 y domingo 25 de...

Fatos Velozes – GP de St. Petersburg

Data: Sábado (24) e Domingo (25 de...

Andretti, Foyt, Carpenter y McLaren: la lucha por $ 1 millón en la parte inferior de la parrilla

Texto: Geferson Kern/Colaborador de IndyCarLatinos.com Brasil

Andretti, Foyt, Carpenter e McLaren: a briga por US$ 1 milhão no fundo do pelotão

Texto: Geferson Kern/colaborador Brasil do IndyCarLatinos.com