martes, diciembre 1, 2020

McLaren confirma Rosenqvist e Ganassi anuncia Palou como substituto

Texto: Geferson Kern/colaborador Brasil do IndyCarLatinos.com

A McLaren confirmou nesta quinta-feira (29) a contratação de Felix Rosenqvist como seu novo piloto para 2021.

Assim, o sueco formará dupla com Pato O’Ward e deixará a Chip Ganassi, que reagiu rápido: horas após o anúncio da transferência de Rosenqvist para o time papaya, a equipe que voltou a ser campeã da Fórmula Indy no último fim de semana, com Scott Dixon, confirmou Alex Palou, um dos novatos de 2020, como seu substituto no carro #10.

Assim, a Ganassi volta a ter quatro carros no grid, o que não acontecia desde 2017. Afinal, Palou terá a companhia de Dixon, Marcus Ericsson (que fez sua primeira temporada pela equipe neste ano e teve sua renovação anunciada nesta semana) e Jimmie Johnson, que correrá somente nos circuitos mistos. O time deve anunciar outro piloto para dividir o carro #48 com o heptacampeão da Nascar, para acelerar somente nos circuitos ovais – entre eles as 500 Milhas de Indianápolis. O brasileiro Tony Kanaan é um dos cotados para a vaga.

Alex Palou, um dos novatos de 2020, na carro #10.

Já Rosenqvist deixa o time pelo qual disputou suas duas primeiras temporadas na Indy. Em 2019, o sueco foi o melhor estreante da temporada e fechou o campeonato em sexto lugar. Em 2020, apesar de ter conquistado sua primeira vitória na carreira, na prova 2 de Elkhart Lake (a duas voltas do fim, justo sobre o novo colega mexicano e o carro da McLaren), o sueco terminou a temporada apenas em 11º, uma posição à frente do compatriota e companheiro de equipe Ericsson.

Palou, seu substituto, competiu em seu ano de estreia pela Dale Coyne. Ele terminou em 16º e perdeu a batalha para ser o melhor novato para o holandês Rinus VeeKay, que terminou duas posições à frente. O melhor momento do espanhol na temporada também foi em Elkhart Lake, quando conquistou seu primeiro e único pódio até aqui na carreira na corrida 1.

Latest Posts