domingo, octubre 25, 2020

Quatro corridas em oito dias, o desafio alucinante da Indy

Ter um calendário apertado não é novidade para a Fórmula Indy, mas esta missão ficou ainda maior com a pandemia da covid-19: arranjar datas e locais para que provas pudessem ser realizadas de forma segura tornou-se mais difícil no atual momento. E um dos maiores desafios será vivido neste mês de julho, entre as rodadas duplas de Elkhart Lake e Iowa: da primeira prova no sábado, 11 de julho, no misto de Wisconsin, até a segunda corrida noturna no short oval, em 17 de julho, serão quatro provas completas disputadas em apenas oito dias.

Em Elkhart Lake, cada prova vai exigir dedicação ao longo de um dia inteiro. No sábado (11), ocorrem treino livre, classificação e corrida. No domingo (12), o cronograma é repetido, apenas sem a realização do treino. Fisicamente, para os pilotos, será um fim de semana desgastante, com tantas atividades concentradas em apenas dois dias, entre as quais duas corridas de mais de 350 km cada. Ainda há o desafio de lidar com a grande novidade de 2020: o aeroscreen. A expectativa é de calor no fim de semana no circuito de Road America, mas as equipes trabalham para resfriar os cockpits ao máximo e evitar o cenário visto no Texas e em Indianápolis.

“Eu acho que realmente será uma questão de priorizar o que fazer no carro, porque não há muito tempo para praticar e não há muitos minutos para intervir no acerto entre o treino e a qualificação», disse sobre o período de corridas o COO da Andretti, Rob Edwards, ao site Racer.com. A equipe de Michael Andretti, que não teve um bom começo de ano, vai alinhar cinco carros nos dois próximos fins de semana. “Talvez você precise priorizar uma lista de coisas a fazer e certificar-se de que o que faz seja correto. Você não terá muito tempo para experimentar coisas”, acrescentou Edwards.

A maratona se estende aos deslocamentos entre os circuitos: cada equipe viajou quase 550 km até Elkhart Lake desde Indianápolis, cidade onde a maioria dos times está sediada. Depois da prova, as escuderias retornam a Indiana e, na quarta ou quinta-feira, viajam para Iowa: em nova incursão de 700 km. Alguns podem optar por seguir em frente e encarar 600 km entre os dois autódromos. Serão, sem dúvida, duas das semanas mais exigentes da história da Indy.

Latest Posts

Kiko Porto vence primeira na USF2000 em dia de dobradinha brasileira

Texto: Geferson Kern / colaborador Brasil do...

Herta sigue afilado con su ritmo y dominó los entrenamientos en St Petersburgo

Colton Herta continuó su fuerte forma de...

Sato renueva con Rahal Letterman Lanigan Racing

Rahal Letterman Lanigan Racing anunció este sábado...