martes, noviembre 30, 2021

Castroneves lembra emoção de volta por cima e notícia de que seria pai após pole em Indianápolis

Texto original: David Malsher-Lopez/Motorsport.com

Adaptação: Geferson Kern/colaborador Brasil do IndyCarLatinos.com

As 500 Milhas de Indianápolis de 2009 foram inesquecíveis para Hélio Castroneves. O brasileiro, que está de volta à Fórmula Indy em 2021 para seis provas, conquistou sua terceira e mais recente vitória na prova naquele ano.

Tudo poucas semanas após ser inocentado de um processo por sonegação de impostos, no qual ele poderia acabar preso. Os fatos da época foram lembrados por Helinho na última semana ao canal no YouTube do Museu do Indianapolis Motor Speedway.

“Foi muito duro, especialmente quando você não entende do que eles estão falando… Passar por aquilo foi super difícil, pois você não sabe o que vai acontecer na sua vida”, recordou Hélio, que perdeu a etapa de abertura da temporada naquele ano em St. Petersburg e só voltou às pistas com o fim de semana da prova seguinte, em Long Beach, já em andamento.

“Para mim aquilo era como: ‘eu preciso continuar correndo, isso é minha vida, é o ar que eu respiro. Não tire isso de mim’”, continuou.

“Obviamente, quando voltei a competir foi algo louco. Quando obtive a pole position da Indy 500 em 2009 – e muitas pessoas não sabem disso – foi quando a Adriana me disse: ‘eu estou grávida’”, falou, em referência a então namorada e sua atual esposa. “Eu fiquei tipo: ‘espere um minuto. Ontem você não disse nada e hoje você está grávida? Como assim? Não estou entendendo”, disse Hélio. “Mas foi realmente legal pois foi o início de algo em minha vida”.

FOTO: INDYCAR
FOTO: INDYCAR

Segundo Castroneves, seu carro não estava tão bom quanto seis anos antes. Naquela ocasião, após duas vitórias consecutivas em suas duas primeiras participações na Indy 500, perdeu a chance de ser o único tricampeão seguido da história da prova para o companheiro de equipe, o amigo e compatriota Gil de Ferran.

“Meu carro estava bom, não tanto quanto em 2003, mas muito parecido. Eu lembro de pensar que só se eu estragar tudo para não vencer”, analisou. “Mas tivemos problemas nos pits e caímos para sexto lugar e acho que no antepenúltimo pit stop, pulamos de sexto para segundo. Scott Dixon liderava a prova e lembro que na relargada passei ele e disse ‘eu não vou olhar para trás!’”.

Helinho ainda precisou se defender dos ataques dos adversários com uma relargada a 18 voltas do final.

“Ficamos numa posição em que eu aprendi vantagem e Danica [Patrick] e Dan [Wheldon] estavam brigando [pelo segundo lugar] na última relargada e eu meio que ajudava eles com o vácuo. Então eles estavam brigando e eu pude escapar e eles ficaram longe do meu vácuo. Eu abri dois ou três segundos. E aí foi como ‘OK, toque a linha branca, certifique-se de fazer a curva, continue, continue’”, lembrou o paulista de 45 anos.

“Então, cruzei a linha de chegada e um filme passou na minha cabeça. Eu não podia acreditar. Pensava que não podia estar ali e de repente Roger [Penske, o dono da equipe] e Mike Szymanski da Philip Morris [patrocinador do time à época] estavam ali. Eu estava agradecendo a eles por me dar a oportunidade da minha vida de volta. Foi absolutamente um final digno de um livro. Foi ótimo”, comenta Hélio.

“Então o anel [dado aos vencedores da prova] daquele ano é o que eu utilizo e que espero ser substituído todos os anos ao fim de maio com um novo”, diz ele, em alusão a sua busca pelo tetracampeonato da Indy 500.

Em 2021, Castroneves volta a disputar mais provas além da corrida máxima da Indy: o brasileiro fará seis etapas ao todo pela Meyer Shank, equipe que, em 2007, lhe sua primeira oportunidade nas 24 Horas de Daytona, prova vencida por Helinho pela primeira vez neste ano. Neste retorno, se disse feliz por se juntar ao time e elogiou seu novo companheiro, o inglês Jack Harvey.

“É alguém que vejo ter um incrível potencial. Eu garanto que ele vai vencer uma corrida esse ano na Indy”, apostou.

A temporada da Fórmula Indy em 2021 começa no dia 18 de abril, no Barber Motorsports Park, no Alabama. As 500 Milhas de Indianápolis, com Castroneves e os também brasileiros Tony Kanaan e Pietro Fittipaldi na pista, acontecem neste ano em 30 de maio.

Latest Posts

Se revela proyecto para el regreso del Chevrolet Detroit GP a centro de la ciudad

Cuando el Chevrolet Detroit Grand Prix presentado...

Rossi hace historia al dominar clase de Baja 1000

Alexander Rossi, estrella de la NTT INDYCAR...

De Vries y Vandoorne probarán maquinaria de INDYCAR en diciembre

Stoffel Vandoorne y Nyck de Vries, integrantes...

Johnson regresará a Race of Champions en 2022

Jimmie Johnson representará a la NTT INDYCAR...

Kirkwood sube a INDYCAR en el No. 14 de AJ Foyt Racing

El campeón reinante de Indy Lights, Kyle...