jueves, agosto 5, 2021

Para Pietro Fittipaldi, competir na Indy “é uma meta para o próximo ano”

Texto: Geferson Kern/colaborador Brasil do IndyCarLatinos.com

Pietro Fittipaldi se despede de sua função de piloto substituto da Haas, na Fórmula 1, neste fim de semana, na última etapa do campeonato, em Abu Dhabi.

Na segunda e derradeira prova no lugar do lesionado titular Romain Grosjean, vítima de acidente espetacular no Bahrein, o neto de Emerson Fittipaldi sabe que não terá lugar no grid em 2021: seu time já confirmou os novatos Mick Schumacher e Nikita Mazepin para a próxima temporada. Assim, ele pretende se manter como piloto reserva e, em paralelo, para manter o ritmo de prova, competir em alguma categoria. E a Fórmula Indy surge como sua preferida.

“Estou usando essa oportunidade para me ajudar a conseguir bons acordos para a próxima temporada”, disse Pietro ao site Motorsport.com, em referência à chance que teve de ser o primeiro brasileiro no grid da F1 desde a aposentadoria de Felipe Massa, no fim de 2017. 

“É claro que eu gostaria de ter a chance de voltar um dia como piloto titular. Sei que para o próximo ano não é possível. Gostaria de ainda ter um pé na Fórmula 1. Mas, você sabe, se eu puder ter um pé na Fórmula 1 e correr na Indy ou algo assim – seria para mim o cenário ideal. Seria um sonho”.

O pé na Fórmula 1 seria a permanência como substituto na Haas, condição que ele negocia com a equipe. E a chance de voltar à Fórmula Indy, onde fez seis provas em 2018, parece animar o brasileiro de 24 anos.

“E a Indy? É um objetivo para o próximo ano. De fato, eu corri na Indy antes, me adaptei bem ao carro, cheguei no Top10 e estava competindo machucado. Então sei que posso ir bem lá. E é uma ótima categoria com ótimos pilotos. Então se eu tiver a chance de competir lá no próximo ano e ainda estar na Fórmula 1, seria a situação ideal”, declarou o competidor, que também analisa possibilidades no WEC e na Fórmula E. 

Com boa parte das vagas em aberto, Pietro diz que mantém frentes de negociação abertas com diferentes escuderias. “Tem algumas equipes na Indy… Quer dizer, vocês vão saber. As equipes estão lá e há possibilidades. Estamos conversando e tentando fazer as coisas avançar”.

Nas últimas semanas, o brasileiro foi especulado na Dale Coyne, que perdeu Alex Palou para a Chip Ganassi e pode ficar sem Santino Ferrucci, que negocia com equipes da Nascar. Times como A. J. Foyt, Carpenter, Carlin e até a Andretti, que só oficializou três pilotos até aqui, também podem ser possibilidades para o brasileiro.

Latest Posts

Se forma Juncos Hollinger Racing; tiempo completo en INDYCAR en 2022

Ricardo Juncos anunció una asociación con Brad...

Nicci Daly, prima de Conor Daly y ex Juncos, participa en Tokio

Los Juegos Olímpicos de Verano en Tokio...

Castroneves, de vuelta en INDYCAR de tiempo completo en 2022 con Meyer Shank Racing

Helio Castroneves regresará para una temporada completa...