martes, agosto 3, 2021

Com despedida adiada, Kanaan vai correr 18 provas em 2021 e sonha com nova vitória em Indianápolis

Texto original: Curt Cavin/Indianapolis Motor Speedway

Adaptação: Geferson Kern/colaborador Brasil do IndyCarLatinos.com

Tony Kanaan tem brincado com seus amigos: a TK Last Lap (ou Última Volta de Tony Kanaan), nome dado para sua anunciada temporada de despedida, que ocorreria em 2020, ainda terá muitas voltas para serem completadas.

Em 2021, o brasileiro acertou um contrato de dois anos com a Chip Ganassi para dividir o cockpit do carro #48 com Jimmie Johnson – o heptacampeão da Nascar competirá nas 13 provas em circuitos mistos, enquanto o campeão da Indy 500 de 2013 e da IRL em 2004 estará no cockpit nas quatro provas em pistas ovais.

Kanaan também confirmou presença em quatro provas da Superstar Racing Experience (SRX), nova série em ovais curtos nos EUA promovida pelo ex-piloto Tony Stewart. 

Como se não bastasse, ele ainda vai voltar ao Brasil para competir na Stock Car, principal categoria do país, em 10 provas [N. do E.: o autor possivelmente se refere ao número de fins de semana de corrida em 2021 da Stock Car, que terá 12 etapas em 10 datas], onde será companheiro de equipe do velho amigo Rubens Barrichello.

Tudo isso representa 18 corridas para Tony em 2021 e levanta a pergunta: ele vai mesmo se aposentar?

“Não há mais aposentadoria, eu acho”, diz o piloto de 46 anos, que fará seu maior número de provas num ano desde 2014. “Quando você tem filhos, precisa continuar, certo?”. Segundo Tony, esse deveria ser o ano em que sua esposa, Lauren, voltaria ao seu trabalho na TV, enquanto ele seria uma espécie de pai dono de casa. Esses planos, é claro, foram deixados de lado.

No entanto, a empolgação que demonstra na própria fala sugerem que Kanaan não podia estar mais satisfeito por ter conseguido uma vaga na Ganassi, enquanto persegue seu bicampeonato na Indy 500.

Na tradicional prova, além da vitória há quase oito anos, ele possui uma pole position (em 2005) e é o 14º piloto a mais liderar voltas na história da prova (com 41 voltas na primeira posição a mais do que o amigo e compatriota Hélio Castroneves). Na edição deste ano, ele vai se tornar apenas o décimo piloto em todos os tempos com 20 ou mais largadas em Indianápolis.

“Me sinto como uma criança com um brinquedo novo”, conta Tony. “Estava me acostumando a olhar para outras coisas na minha vida pois pensei que [a temporada passada] seria minha última volta. Então a pandemia veio e eu meio que brincava, que não seria justo eu me despedir sem que fosse em frente aos fãs”, continua.

Aí, vieram as ligações de Johnson e da Ganassi.

Kanaan não pensou duas vezes sobre se comprometer a correr nos circuitos ovais nas duas próximas temporadas. Ele decidiu tão rápido que nem consultou Lauren, a esposa. “Eu só contei a ela depois pois estava preocupado com o que ela ia dizer”, brinca Tony. “Mas ela entendeu”, completa.

Em sua carreira, o baiano já venceu 17 provas pela Fórmula Indy, mas não chega em primeiro desde a prova de encerramento da temporada 2014, no superspeedway de Fontana. Sua última temporada completa foi em 2019, pela A. J. Foyt. Ele não teve muito o que celebrar em suas seis provas no último ano com o time oriundo do Texas: seu melhor resultado foi um nono lugar justamente no Texas Motor Speedway.

Agora, ele espera ter melhor sorte em sua segunda passagem na Ganassi, onde já esteve de 2014 a 2017.

“Eu não acho que posso expressar o quão sortudo e quão grato eu sou”, afirma. “Eu também creio que as pessoas ainda acreditam nas minhas qualidades. Um cara como Chip não me contrataria apenas pelo sucesso do passado. Há muitos bons pilotos por aí que ele poderia escolher”, ressalta. “Fisicamente, estou em muito melhor forma do que muitas pessoas por aí. É uma experiência incrível e muito empolgante de poder viver por mais alguns anos”, completa.

A estreia de Tony Kanaan na temporada 2021 da Fórmula Indy acontece nos dias 1º e 2 de maio, com a rodada dupla no oval do Texas Motor Speedway. As 500 Milhas de Indianápolis, principal prova da temporada em que ele estará presente junto com os conterrâneos Castroneves e Pietro Fittipaldi, acontecem em 30 de maio.

Latest Posts

Se forma Juncos Hollinger Racing; tiempo completo en INDYCAR en 2022

Ricardo Juncos anunció una asociación con Brad...

Nicci Daly, prima de Conor Daly y ex Juncos, participa en Tokio

Los Juegos Olímpicos de Verano en Tokio...

Castroneves, de vuelta en INDYCAR de tiempo completo en 2022 con Meyer Shank Racing

Helio Castroneves regresará para una temporada completa...